Biblioteca Mário de Andrade, em SP, recebe mostra de Fernando Vilela

Um especialista em contar histórias. Um artista multifacetado. Não é tarefa fácil definir o professor de artes Fernando Vilela, que leva para a Biblioteca Mário de Andrade, no centro de São Paulo, a mostra Enquanto Isso, com pinturas, gravuras, fotografias e esculturas.

A realização é da Galeria Marcelo Guarnieri e ocupa a sala oval da biblioteca, fundada em 1925 e projetada pelo arquiteto Jacques Pilon.

Vilela trabalha carvão, nanquim e óleo sobre papel e tecido com força particular. Os trabalhos expressam uma miscelânea de fúria, desejo e atenção, entremeados com questões sociopolíticas atuais. É a arte no seu papel político com as vestes de provocação.

Em sua carreira como artista plástico, recebeu prêmios, expôs na Pinacoteca do Estado de São Paulo e em diversos países, entre eles EUA, França e Bélgica. Tem obras no acervo do MoMa (Museu de Arte Moderna de Nova Iorque), na Pinacoteca, no MAC (Museu de Arte Contemporânea) e no MAM (Museu de Arte Moderna).

Por seus livros ilustrados recebeu cinco prêmios Jabuti e a Menção Honrosa Novos Horizontes do Prêmio Internacional Bologna Ragazzi Award.

Charles Cosac, fundador de uma das mais importantes editoras do país, a Cosac Naify, e atual diretor da Biblioteca Mário de Andrade, faz a abertura do catálogo da exposição.

“A força da obra de Vilela me dá a triste certeza de que fizemos praticamente tudo errado. Mas o torpor desse sentimento já não nos fere nem amua. De tão bruto, incisivo e exclusivo, acaba nos redimindo, fazendo acreditar que nem tudo é culpa nossa. Narrativa em preto e branco de uma sociedade sombria repleta de contradições, desigualdades e violências, sua obra parece refletir o sentimento de uma comunidade vulnerável, mas verdadeira. Não por acaso, dialoga concretamente com o entorno da Biblioteca, nossa Praça Dom José Gaspar. Esta que é registro fiel, hoje, da cena urbana paulistana”, descreve.

A mostra tem entrada gratuita e fica em cartaz até 24 de fevereiro de 2019. A visita a Biblioteca Mário de Andrade já é um programa cultural completo. É uma boa aposta dedicar algumas horas para conferir a exposição e se perder pelo espaço.

Foto/Reprodução
Obra está em exposição na mostra Enquanto Isso, em cartaz até fevereiro de 2019 – Foto/Reprodução

 

Exposição em cartaz no salão oval da Biblioteca Mário de Andrade - Foto: Fernando Vilela
Exposição em cartaz no salão oval da Biblioteca Mário de Andrade – Foto: Fernando Vilela

Serviço:
Enquanto Isso, mostra de Fernando Vilela
Quando: até 24 de fevereiro de 2019 | segunda a domingo, das 8h às 20h
Onde:
Biblioteca Mário de Andrade | Rua da Consolação, 94 – República (próximo a estação Anhangabaú na linha vermelha do Metrô)
Grátis