Galeria São Paulo, palco de exposições memoráveis, reabre em novo formato

Casa de exposições inesquecíveis entre os anos 1980 e 1990, a Galeria São Paulo reabre sob a tutela da marchand Regina Boni, em formato itinerante, sem endereço fixo, depois de 16 longos anos fechada.

A primeira exposição individual dessa nova fase da galeria é do artista plástico Ucho Carvalho com “30 Aquarelas”. No momento, o point fica no Jardim América, na zona oeste, mas a proposta é promover mostras em vários endereços da capital paulista.

Regina Boni foi a responsável pelo sucesso da Galeria São Paulo, abrindo as portas e as paredes para a arte experimental. O espaço levou título de centro de arte contemporânea nacional e deu visibilidade para muitos artistas como Antonio Dias e Tomie Ohtake.

Ficou para a história o desfile de rua promovido por Regina, em 1986, no qual passistas da Escola de Samba Mangueira se vestiram com inspiração em Hélio Oiticica.

Mestre Didi, Aluísio Carvão e Leda Catunda foram outros nomes que tiveram suas artes expostas na galeria. Nessa nova fase, tudo indica que o objetivo é apresentar artistas com conexões com questões sociais e históricas. Vida longa a Galeria São Paulo Flutuante.

Obra de Ucho Carvalho - Imagem/Reprodução
Obra de Ucho Carvalho – Imagem/Reprodução

Serviço:
Galeria São Paulo Flutuante – Mostra Ucho Carvalho 30 Aquarelas

Quando: até 28 de fevereiro de 2019
Onde: Rua Estados Unidos, 2186 – Jardim América

Grátis